Skip to content
Significado dos Sonhos: Sonhar do A ao Z!

O mundo do Significado dos Sonhos: Por que Sonhamos?

O significado dos sonhos tem mudado muito ao longo dos anos e as teorias foram evoluindo. Neste artigo vamos sugerir que você reflita e viaje através do mundo dos sonhos analisando diferentes pontos de vista, como o psicológico e o espiritual.

Você sabia que passamos cerca de um terço de nossas vidas dormindo? E mesmo em modo de descanso, nosso cérebro nunca desativa. E é nesse momento que nossos sonhos acontecem. Mas… porque sonhamos? Hoje vamos nos aprofundar no mundo dos sonhos e saber qual podem ser seus verdadeiros significados.

Como funcionam os sonhos
Quer saber qual pode ser o verdadeiro significado dos sonhos? Descubra!

Em todas as culturas, a interpretação dos sonhos  sempre costuma ir ligada a um simbolismo místico influenciando diretamente a vida cotidiana de cada pessoa. Com a evolução do ser humano e da tecnologia a interpretação e o estudo dos sonhos também evoluíram.

Passamos da análise do simbolismo místico a formas de análise baseadas em teorias científicas focadas no funcionamento do cérebro de cada indivíduo.

As primeiras explicações para os sonhos

Nas civilizações mesopotâmicas, como a babilônica ou suméria, os sonhos significavam manifestações do além. Eles viam os sonhos como palavras divinas e tinham deuses designados a eles. No Egito, os sonhos serviram de presságio e mensagens do destino que deveriam ser decifradas.

A história mais famosa é a do texto bíblico do Gênesis. Quando o Faraó sonhou com sete vacas magras caminhando ao longo do Nilo, que prenunciava sete anos de seca iminente em toda a região.

 

primeiros significados dos sonhos da historia

Os gregos consideravam os sonhos como mensagens da alma, interpretados como revelações. Quando uma pessoa tinha pesadelos recorrentes, ele se confiava a Morfeu, deus do sono.

Mas… O que são os sonhos?

Dormir é um processo biológico ativo com função cerebral universal, fundamental para nossa vida. Pessoas que sofrem de problemas graves de insonia podem ter graves problemas de saúde, como queda brusca do sistema imunológico. A partir do segundo dia a pessoa começa a ter falhas de memória e após o terceiro dia, alucinações.

Foi em 1951 que o fisiologista Eugene Aserisnky, da Universidade de Chicago, pesquisou uma fase do sono que chamou de REM, do inglês para Movimento Ocular Rápido, que segundo seus estudos, se trata de um momento de transe no qual acessamos nosso inconsciente e que dura até meia hora, acontecendo a cada ciclo de 90 minutos de sono continuo.

É exatamente nessa fase que nossos sonhos acontecem.

Um levantamento com 20 mil relatos de Bill Domhoff, um dos pioneiros na pesquisa de sonhos, ficou conhecido como “banco de sonhos” e continham tentativas de achar padrões nos sonhos entre as pessoas. Foi assim que foram se formando alguns temas comuns de sonhos, como o de sonhar estando nu em público.

Bill Domhoff disse:

Sonhos não só abraçam nossos desejos, mas nossas preocupações, nossos medos e nossos interesses.

Fase REM

Na fase REM nosso sono é marcado por profundo relaxamento, sono pesado e lembranças do mundo físico que vêm à tona. Nosso corpo e nossos músculos diminuem para que não nos movimentemos durante o que vemos nos sonhos.

Sabemos que nem sempre isso acontece e quem já dormiu a dois sabe que as vezes uma cotovelada durante um pesadelo pode acontecer. Da mesma forma é nesse momento que acontece a paralisia do sono também. Quando você acorda antes do seu corpo despertar.

Um estudo mais recente com pacientes relatou que havia atividade cerebral numa região que engloba áreas visuais e também outras que ajudam a integrar várias experiências sensoriais. Essa área fica mais desperta quando pacientes sonham.

Segundo um dos estudiosos, Mark Blaygrove, o estudo mostra que uma região do cérebro está ligada às fases do sono e opera como um interruptor. Se conseguíssemos descobrir o que ativa o interruptor, poderíamos saber por que o sonho começa de repente ou acaba.

Porque Sonhamos?

Não se sabe ainda qual motivo de sonharmos, mas existem algumas teorias. Conheça as principais teorias que existem para sonhar:

  • Treino para ameaças: Alguns pesquisadores defendem que nossos sonhos servem para nos ensinar como lidar com ameaças. Funcionando como uma simulação para nos ensinar lições que podemos precisar.
  • Estabilizar a memória: Outra vertente acredita que o cérebro trabalha para que nossas memórias firmem durante o sono. Seriam então uma forma de aprendizado.
  • Redução de medo: Mesmo não sendo pesadelos, sonhos angustiantes ou conflituosos podem servir para nos ajudar a enfrentar medos, que podem ser reais ou do campo do inconsciente.
  • Realização do desejo: Os sonhos também são, em grande parte, uma forma de nosso cérebro nos recompensar com coisas que gostaríamos que acontecessem ou que nos dão prazer ou saudades no dia a dia.
  • Consequência dos impulsos neurais aleatórios:  Nossos neurônios não param de trabalhar durante a noite e muitas vezes eles provocam algumas sensações bem reais em nossos sonhos, como emoções, excitação ou memórias. Depende de como o cérebro compreende esses impulsos através das nossas vivências.
  • Descarte de vivencias ruins ou dolorosas: Os sonhos também seriam uma forma de nos livrar, ou aliviar, vivencias desagradáveis que temos ao longo do dia, ou até mesmo pensamentos inúteis que só tomam espaço na mente. Assim mantemos apenas o importante.
  • Seleção natural: Sonhos podem funcionar como exercícios de elaboração de memórias e vivências para que produzíssemos conteúdos inteligentes e criativos para problemas do dia a dia.
  • Premonição: Por último, há quem defenda que nossos sonhos acontecem para nos prevenir ou avisar sobre eventos futuros.

Categorias de sonhos

Além das teorias da razão pelo qual sonhamos, existem algumas características que classificam tipos de sonhos. Elas são:

  • Precognitivos: Sonhos precognitivos são uma forma que o inconsciente tenta falar conosco, juntando algumas vivências ou informações para tentar nos dar alerta sobre algo que precisamos perceber.
  • Compensatório ou de cumprimento: O nome já diz. Esse tipo de sonho serve para compensar ou cumprir algo que queremos ou nos falta. Como uma viagem desejada, por exemplo.
  • Factual: Sonhos factuais podem ser reproduções de trechos do nosso dia que nos marcaram ou algo necessário para nossa vida, como uma análise de comportamento importante para causar mudanças em nós mesmos.
  • Inspirador: Muitas pessoas têm grandes ideias através de inspirações que surgem em sonhos e essa é uma das categorias mais queridas pelos sonhadores.
  • Reconciliação: Brigas podem ser resolvidas e sentimentos de mágoas podem ser diminuídos por esse tipo de sonho que nos ajuda a resolver nossas relações pessoais.
  • Aviso: Seja do campo da premonição ou de nosso inconsciente, esse tipo de sonho tentar nos alertar de algo que precisamos saber ou perceber. Talvez ver ou identificar situações de confusão e conflito.

Como interpretar os sonhos?

Para interpretar sonhos é necessário a análise de alguns fatores, como o tipo de interpretação que você considera e acredita. Afinal sonhos podem ter interpretações espirituais, psicológicas e esotéricas.

Em qualquer das situações é importante que você lembre do sonho em detalhes. Como foi a situação, o que você sentiu e o que foi que apareceu.

Sonhos parecidos podem ter significados diferentes dependendo da pessoa e das relações sentimentais e vivências dela com os objetos e pessoas que apareceram.

Significado dos Sonhos para a Psicologia

Para a psicologia os sonhos acontecem por meio de estímulos que temos ao longo do dia. Por isso eles refletem nossos sentimentos, traumas, desejos e medos.

Por isso, na psicologia existem os seguintes motivadores de sonhos:

  • Sentimentais;
  • Mentais;
  • Emocionais;
  • Conduta e comportamento;
  • Influências sociais e ambientais e
  • Estímulos psíquicos, como algo que assistimos ao longo do dia.

Para Carl Jung, aprendiz e mais tarde opositor de Freud, o pai da psicanálise, em muitos pontos de vista os sonhos refletem, principalmente, fatores externos e íntimos das pessoa, contestando que os sonhos são provocados pelo inconsciente como uma forma de manifestar desejos reprimidos, que era defendido por Freud.

Jung acredita que as experiências que tínhamos durante a vida, combinados com nossas emoções eram os grandes motivadores do sonho, e por isso é necessário uma análise detalhada e individual de cada pessoa, levando em conta sua composição psíquica e sua personalidade, para conseguirmos um entendimento real sobre seu sonho.

Sonhos que a psicanálise se preocupa

Existem alguns tipos de sonhos que os discípulos de Freud levam bastante a sério. Em 1900, quando ele escreveu o famoso livro “A Interpretação dos Sonhos”, onde defendeu a tese de que os sonhos servem como porta principal de acesso ao nosso inconsciente, Freud criou uma categoria que chamou de “recorrente”, pois costumam se repetir e são comuns a maioria das pessoas, podendo ser frutos de traumas ou situações que não pudemos superar, e por isso se repetem. Eles são:

Sonhar que está caindo

Um sonho comum em muitas pessoas que estão pegando no sono. Isso acontece porque o cérebro percebe as mudanças em nosso corpo pegando no sono e pode interpretá-las como perigo, fazendo com que o sonhador acorde.

Além disso, sonhar caindo pode simbolizar o medo de perder o controle da vida.

Dentes caindo

Ao contrário de algumas crenças populares que dizem que sonhar com dentes caindo prenunciam morte, para a psicanálise os dentes simbolizam uma arma ou forma de defesa. Por isso, sonhar com eles caindo pode querer dizer que você se sentiu desprotegido em alguma situação ou ainda possui uma raiva reprimida.

Sem roupas

Um sonho típico onde o sonhador se sente vulnerável perante alguma situação da vida. É um sonho muito comum em jovens que estão experimentando situações novas a todo momento.

Ser perseguido

Qual sua reação ao ser perseguido? Quem estava perseguindo? Pode ser que seu sonho simbolizou algo que você tem evitado no seu dia a dia

Catástrofes ou apocalipse

Um sonho típico de quem se sente ameaçado por algo que parece muito grande para ser solucionado sozinho.

😴💤Talvez tenha interesse em consultar os significados para: Sonhar com apocalipse.

Os sonhos tem as mais diversas naturezas, contextos e narrativas e estão presentes em nossas vidas desde bebês.

Por isso, para muitos psicólogos, a análise dos sonhos podem nos dar uma visão de como é aquele sonhador. Um processo de autoconsciência.

Freud também descreveu quatro elementos do processo inconsciente, que ele chamou de “trabalho dos sonhos”:

  1. Condensação: Uma imagem ou momento do sonho pode acabar condensando diversas mensagens e ideias do sonhador.
  2. Deslocamento: O significado por trás de um sonho simples, ou confuso demais, pode estar ligado diretamente ao emocional do sonhador. Por isso é preciso tentar ver as mensagens ocultas por trás de elementos estranhos.
  3. Simbolização: O significado de um objeto para você não é o mesmo que para outro sonhador. Por isso é preciso analisar o que cada elemento te diz.
  4. Revisão Secundária: O estágio final do processo de sonhar, onde Freud sugeri que os elementos bizarros do sonho sejam reorganizados para tentar tornar o sonho mais compreensível.

Porém, existem outras formas de entender sonhos seguindo outras vertentes e crenças, como veremos a seguir.

Significado dos Sonhos de acordo com a espiritualidade

Muito além das interpretações psicológicas, mas também complementares, existem as interpretações espirituais. Onde se acredita que os sonhos podem trazer mensagens importantes do além e nos proporcionar experiências sensoriais.

Esse tipo de interpretação de sonho também tem algumas categorias, que são:

  • Sonho lúcido.
  • Projeção astral e desdobramento espiritual.

Segundo essa interpretação, durante o sono, os laços que nos mantém ligados ao nosso corpo se desfazem, nos deixando livres do corpo físico, e assim, podemos visualizar a realidade espiritual.

significado dos sonhos

Projeção astral e desdobramento espiritual se referem a esse processo de se separar do corpo físico. Por isso é comum relatos sobre experiencias de ver situações ou pessoas em outros cômodos, o que também é muito comum em pessoas hospitalizadas.

Já o sonho lúdico permite que o sonhador consiga interagir no sonho como se estivesse acordado, facilitando as interpretações por reterem mais detalhes.

É possível experimentar a projeção astral sem estar dormindo através de algumas meditações onde se estimula o Chakra do Terceiro Olho.

Existem sete Chakras principais e eles representam os centros de energia conectados ao nosso corpo, tendo relação direta com alguns órgãos.

Se você não tem certeza se já viveu uma experiência fora do corpo ou se foi apenas um sonho, saiba que na projeção assim que volta para seu corpo sua memória mantém todas as lembranças da vivência, ao contrário dos sonhos que lembramos apenas alguns pedaços.

Quanto mais você pesquisar e se interessar pelo assunto, mais seus sonhos se tornarão mais nítidos e sua compreensão do seu estado de sono aumentará, conseguindo novas experiências.

 Significado dos Sonhos proféticos ou esotéricos

Já a categoria de sonhos proféticos nos remetem aos estudos que acontecem desde a Grécia antiga, onde se achava que os deuses mandavam mensagens para os mortais através dos sonhos.

Mesmo na Bíblia existem passagens que mostram sonhos como mensagens e avisos de Deus sobre algo que pode acontecer. Deus manda mensagens por sonhos nas seguintes passagens:

  • Alertando e dando conselhos (Mateus 2:12);​​​​
  • Revelando uma profecia, como com José (Gênesis 37:5);
  • Encorajando uma pessoa ou povo a tomar um caminho. (Juízes 7:13-15).

Lembrando que no passado, existiam pessoas escolhidas especialmente para interpretar sonhos, que trabalhavam para imperadores e reis, já que naquela época poucos conseguiam entender as mensagens do inconsciente.

Para a religião espírita, sonhos ocorrem devido a intervenção de espíritos guias, mentores ou anjos da guarda, mandando alertas ou avisando que algo vai acontecer.

Para eles, sonhos recorrentes nada mais são do que lembranças de uma outra vida.

Nesse entendimento, pesadelos pode refletir um momento que estamos vivendo agora, ou uma lembrança de uma vida passada que ainda te atormenta por não ter sido resolvida.

No presente, o pesadelo pode dar forma a um período de muitas preocupações com seu futuro ou algo que está acontecendo a sua volta, ou nos mostrar como estamos vulneráveis a energias ruins ao nosso redor e que nos fazem mal.

Por tudo isso, se entende que sonhos podem ser uma mistura de nosso reflexo espiritual junto com nossas vivências no mundo físico, juntando sentimentos, desejos e medos, resultando numa interpretação que precisa levar em conta tudo que nós somos e que nos fazem ser quem somos.

Como lembrar dos seus sonhos?

Existem alguns meios para se lembrar e interpretar sonhos. Eles são:

Direcionar sonhos

Para alguns psicólogos é possível direcionar o sonho se, durante o dia, a pessoa mentalizar bastante o que se deseja sonhar.

Esse tipo de direcionamento serve para quando o sonhador deseja realizar uma vontade através do sonho ou talvez encontrar a solução para algum problema.

Compreensão

Sonhos que soam confusos podem refletir um momento de nossa vida onde nos sentimos sem controle. Por isso é importante tentar compreender os elementos de um sonho de acordo com o momento que você está vivendo agora.

Saiba dos seus medos

Saber o que te causa medo é importante para que entenda que as vezes seus sonhos podem trazer esses temores à tona. Porém, como já vimos acima, é possível usar esse recurso como uma forma de treinamento para superar esse medo.

Ter um caderno sempre perto

Um caderno ao lado da cama é uma das estratégias mais recomendadas para quem deseja se lembrar e decifrar os sonhos.

Acordar naturalmente

Acordar sem despertador, de forma natural é uma forma de manter sonhos guardados na memória por mais tempo. O susto que o despertador causa, nos acordando de maneira abrupta, afasta as memórias de quando estávamos dormindo.

Meditar

Criar o hábito de meditar antes de dormir, ou ao longo do dia, é um ótimo remédio para ansiedade e para ajudar a compreender nossos sonhos pois deixa a consciência mais tranquila.

Dicionário dos sonhos

Existem atualmente diversos sites e livros com os principais Significado dos Sonhos que ajudam a interpretar alguns objetos ou situações comuns de se aparecer em sonhos. Consultar um dicionário desses (como por exemplo nosso site) pode te ajudar a entender seus sonhos e o que eles podem querer lhe dizer.

qual é o significado dos sonhosCuriosidades sobre os sonhos

  • Todas as pessoas sonham e todos os dias, numa média de uma ou duas horas por noite. Porém algumas pessoas não conseguem se lembrar e por isso acham que não sonharam.
  • Conforme o dia vai passando vamos nos lembrando com menos detalhes do que sonhamos, porém ao acordar retemos cerca de 90% dos detalhes. Se nesse tempo você escrever ou contar para alguém, manterá o sonho vivo em detalhes na sua memória.
  • Podemos ter até 7 sonhos diferentes por noite, mesmo sem lembrar de todos ao acordar.
  • Um estudo diz que aproximadamente 12% das pessoas sonham em preto e branco, e que na época que a televisão não era colorida, essa porcentagem era maior.
  • Nos sonhos, quando aparecem pessoas que não conhecemos, na verdade são rostos de pessoas que cruzaram nosso caminho em algum momento e tiveram seus rostos guardados em nossa memória.
  • Da mesma forma que se você sonhar fazendo xixi pode acordar com vontade de ir ao banheiro, um barulho na sua casa pode te influenciar no sonho. O som de vento batendo na janela pode fazer você sonhar com alguém chegando e batendo na sua porta.
  • Muitas invenções já foram criadas depois de terem sido vistas em sonhos, como a máquina de costura.
  • Animais também sonham. Quem tem cachorro certamente já observou seu animal se mexendo como se fosse correr, mesmo deitado.
  • Cegos de nascença também sonham, porém as imagens são substituídas por sensações. Pessoas que ficam cegas podem acabar ganhando essa capacidade também.

Quais são os 50 sonhos mais comuns

  1. Sonhar com Cobra;
  2. Dentes caindo;
  3. Não encontrar um banheiro;
  4. Ser perseguido;
  5. Ficar sem roupa em público;
  6. Não estar preparado para um exame teórico ou prático;
  7. Intimidade inadequada;
  8. Voar;
  9. Veículo sem controle;
  10. Encontrar uma porta secreta;
  11. Se atrasar;
  12. Estar procurando por algo;
  13. Subir uma colina;
  14. Apaixonar-se;
  15. Ser perseguido por fantasmas;
  16. Ex-namorado (a) ou ex-marido (ex-mulher);
  17. Viajar para o futuro;
  18. Tomar um banho;
  19. Ficar invisível;
  20. Ser devorado por vermes;
  21. Perder o sapato;
  22. Não ter ninguém no local de trabalho;
  23. Estar preso em uma prisão;
  24. Tornar-se amigo de um animal selvagem;
  25. Incêndio em um edifício;
  26. Ser viciado em alguma coisa, especialmente drogas;
  27. Túnel sem saída;
  28. Ser cercado por cobras;
  29. Aparecer alguém sem ser convidada;
  30. Goma de mascar;
  31. Ser sequestrado por alienígenas;
  32. Encontrar um velho amigo;
  33. Se afogar e afundar na água;
  34. Ser atacado por um cachorro;
  35. Ser sequestrado por uma gangue;
  36. Voltar no tempo;
  37. Sonhar com aranha;
  38. Comer uma comida ruim;
  39. Vazamento no telhado;
  40. Ficar preso no elevador;
  41. Estar com uma parte do corpo faltando;
  42. Se perder em uma loja;
  43. Receber uma mensagem de um estranho;
  44. Tornar-se um super-herói;
  45. Tentar usar uma máquina com defeito;
  46. Sonhar com tornado;
  47. Engravidar;
  48. Estar em um corredor gigantesco;
  49. Ter a casa roubada;
  50. Entregar ou receber uma papelada errada;

Cada pesquisa e pesquisador do mundo dos sonhos possuem sugestões de análises e interpretações das mais variadas para entender as mensagens do subconsciente do sonhador e, por isso esse, assunto não deixa de ser fascinante e constantemente estudado e atualizado em seus significados.

Significado dos sonhos

Por isso sonhos são importantes para nosso próprio autoconhecimento e até amadurecimento como pessoas. Nunca deixem de procurar o significado dos sonhos.